Tag Arquivo: birkin


Bolsas Amadas Pelo Mundo

Semana passada, falamos aqui no blog sobre a bolsa Birkin, da marca Hermès, uma das bolsas mais famosas da história da moda. Mas não é somente dela que sobrevive a fama de bolsas. Outras também são mitos, ainda que pouco conhecidas pela maioria da população que, digamos, não se liga tanto na moda assim. Veja mais cinco célebres bolsas que são sonho de consumo de muitos fashionistas pelo mundo:

2.55 da CHANEL – uma bolsa pequena, em couro matelassado, com alças de correntes entremeadas com fitas de couro. Denominou-se 2.55 por causa da data de seu lançamento: fevereiro de 1955. Cada bolsa passa por seis ateliês, onde cada etapa da fabricação é feita100% à mão. Seu preço fica em torno de US$ 3.300,00.

BOLSA SACO NOÉ da LOUIS VUITTON - em 1932 Louis Vuitton cria a bolsa “Noé”, que mais se parece com um saco de couro, a pedido de um produtor de champagne que pretendia carregar cinco garrafas na mesma bolsa.

JAKIE O. da GUCCI - antes se chamava Constance, mas depois da Jacqueline Kennedy Onassis, passou a se chamar Jackie Bag, pois ela era a fã número um da bolsa. O modelo pode ser confeccionado com couro de carneiro, pônei, antílope, camurça ou com a lona estampada com o inconfundível monograma GG da marca, adornado por listras vermelha e verde.

SPEEDY da LOUIS VUITTON –  ganhou destaque quando a atriz Audrey Hepburn pediu para que fosse feita uma versão menor dela(conhecida como Speedy 25).

LADY DIOR da DIOR - ela surgiu em 1995 nas mãos da Princesa Diana (daí o nome Lady, de Lady Di). Já teve como garotas-propaganda nomes como Monica Bellucci, Diane Kruger e a atual primeira dama da França, Carla Bruni – além de, claro, Lady Di.

Se encantou? Agora prepare o bolso e boa sorte na compra!

A bolsa BIRKIN, da Hermès

Fala-se muito de modelos conhecidos de sapatos, como scarpins ou peep toes. Mas e sobre bolsas, você já ouviu falar no modelo da marca Hermès chamado Birkin? O modelo Birkin foi criado em homenagem à cantora e atriz Jane Birkin, que reclamava que a bolsa que ela usava não comportava sua agenda. Hoje, o modelo é conhecidíssimo por sua exclusividade, pois são fabricados apenas cinco deles por semana, manualmente e há uma fila de até três anos de espera.

Por outro lado, Michael Tonello quebrou este mito quando expôs ao mundo sua tática para comprar as peças, várias delas, de uma só vez. A história virou livro, o “Bringing Home the Birkin”, que literalmente significa “trazendo pra casa a Birkin”.

O que ele alega: “Eu entrava numa loja com uma lista de compras anotada em meu notebook Hermès Ulysses e empilhava echarpes e braceletes valendo cerca de 2.000 dólares. Com isso, parecia que eu era cliente regular da Hermès. No último minuto, quando estava com tudo pronto para comprar, eu pedia uma Birkin, e a loja geralmente buscava uma de alguma sala dos fundos. Em 2005 eu comprei 130 Birkins em três meses. E você vem me dizer que há uma lista de espera?”

Depois disto, não se tem mais certeza sobre a veracidade da lenda Birkin. Conta-se que só Victória Beckham, a ex-Spice Girl, tem aproximadamente 100 modelos da bolsa.

O modelo é liso, variando de material, razoavelmente grande, com fechamento frontal, preso por uma fivela da marca.

A bolsa custa em média 4,2 mil euros, porém as de material croco são bem mais caras. E aí, vai encarar a fila?